CHIMARRÃO GELADO OU TERERÉ

Espalhe Para Seus Amigos
  • 2
    Shares

tereré

O Que é o Tereré ( Chimarrão Gelado), Origem do Tereré e a Diferença do Chimarrão.

O Tereré é uma bebida típica e popular no Paraguai, onde se tem um dia comemorativo para a erva (ultimo sábado do mês de fevereiro todos os anos). Basicamente ela é feita da infusão da tão conhecida erva-mate. Além de ser bastante conhecido no Paraguai, o tereré tem grande influência nos estados do centro-oeste brasileiro, algumas regiões da Argentina e do Uruguai. Aos poucos ela vem conquistando também o Sul do Brasil, os capixabas vêm cada vez mais gostando dessa bebida natural que pode ser feito em água ou suco de limão.

Tereré x Chimarrão

Muitas pessoas a confundem com o famoso chimarrão, porém eles possuem algumas diferenças enormemente perceptíveis. A primeira diferença e talvez a mais notável, é que o chimarrão é feito e deve ser tomado com água quente, já o tereré é característico por ser bastante refrescante, pois é feito e consumido na água fria.

Outra diferença é em relação a erva que é utilizada para a preparação de cada um deles. A erva mate do tereré deve ficar em descanso num local árido por mais ou menos oito meses. Após este período as folhas são moídas grossas e encorpadas, diferentemente do que ocorre com o chimarrão. Muitas pessoas verificam a qualidade da erva usada para fazer o tereré devido a este processamento, pois como as folhas são mais especas, a probabilidade de entupimento na hora de beber é nula, portanto quando há essa obstrução é deduzido que o pó mate utilizado não é de boa qualidade.

Origem do Tereré

Sua origem e sua criação têm várias formas para serem explicadas, não se sabe ao certo quem introduziu essa bebida na cultura dos países. A primeira teoria afirma que o tereré surgiu na região do Paraguai, Mato Grosso do Sul e Argentina antes do Brasil ser colonizado pelos portugueses e pelos espanhóis. Nessa teoria, os criadores e pioneiros da bebida foram os povos guaranis, acreditando que eles a consumiam antes da invasão a América, e em meados do século XVII os povos jesuítas pearam este costume após perceberem os benefícios através dos índios.

O principal motivo para os jesuítas terem aderido à bebida são seus infinitos benefícios para a saúde e para a estética, principalmente a energia e a força que ela proporciona devido a cafeína em sua composição, além disso, ela era usada para matar a sede, e a quem diga que saciava mais do que somente água. Naquela época os índios usavam ossos de pássaros e animais semelhantes para tomar a bebida, substituindo o canudo que é utilizado hoje em dia conhecido como bombilho. Além de tomar eles também fumavam a erva ou usavam como rapé.

Outra hipótese, é que o tereré tenha surgido entre 1932 e 1935, no meio da Guerra do Chaco graças aos soldados. Esta teoria diz que devido a guerra os soldados não tinham outra opção a não ser tomar o chá de tereré frio, pois eles não podiam acender fogueiras em qualquer lugar, já que chamaria a atenção de seus inimigos que descobririam suas posições. O que se acredita é que tudo isso ocorreu na região de Ponta Porã, uma cidade que hoje em dia pertence ao Estado do Mato Grosso do Sul, mas que na época fazia parte do Paraguai.

Ainda existe também a teoria que o tereré surgiu graças aos escravos que colhiam erva-mate nos países da Argentina e do Paraguai, chamados de mensú. A explicação é que eles se eles fossem vistos acendendo fogos para tomar o chá ou quaisquer outros alimentos, eles seriam torturados e espancados pelos soldados e pelos senhores. Já a ultima teoria também diz que quem introduziu o costume do tereré foram os índios, porém desta vez é porque enquanto eles transportavam o gado precisavam de água para se hidratar.

Mas, as águas dos rios não eram 100% limpas, então com medo de pegarem esquistossomose eles utilizavam a erva para coar a água, se tornando mais tarde um costume.

tereré

Como tomar o Tereré?

O frasco em que se é comum para tomar o tereré é chamado de Guampa. Sua fabricação se dá a partir de uma pequena parte do chifre do boi. Em volta é encapado com verniz para manter o brilho e a estética, e uma de suas pontas é tampada em madeira ou couro bovino. Já a bomba é aquela espécie de canudo que se utiliza para tomar o tereré. Ele tem a função de filtrar a bebida de forma que não se consuma o pó de mate, somente o liquido.

Seu material é basicamente o alumínio, ouro, prata, aço inox alpaca, algumas ainda são feitas de ferro, mas é terminantemente proibido, já que com o tempo ele oxidará e modificará o gosto da infusão. A decoração da guampa e da bomba é bastante variada, muitos são gravados símbolos específicos de famílias, iniciais, homenagens a familiares e amigos que morreram etc.

Guampa de Boi?

Uma descoberta dos índios guaranis oriundos do Paraguai que costumavam usar as folhas da erva mate para diminuir o gosto da água salobra, após esse tempo o tereré passou a ganhar fama pelas famílias instaladas no Pantanal no fim do Séc. 18 e hoje é difundido em todo o Brasil.

A Guampa é equivalente a cuia do gaúcho sul-mato-grossense, a guampa é geralmente feita dos chifres do boi, as famílias tradicionais gostam de enfeitá-la. A bomba é semelhante a usada para o chimarrão do Sul.

Veja no vídeo abaixo Como é feita a Guampa para tereré

Quantos tipos de Guampas existem?

Originalmente a guampa tem esse nome pelo fato de ser oriundo do chifre do boi, mas hoje já existem guampas de outros materiais tais como:

Guampa de Canha

Guampa De Canha

A guampa de canha é basicamente um cantil para armazenar líquidos como Cachaça.

Guampa de Bambu

guampa de bambu

A guampa de Bambu é uma alternativa para a guampa tradicional.

Guampa de alumínio

guampa de alumínio

Assim como a guampa de bambu a guampa de alumínio é uma alternativa mais usada para o tereré.

 

Veja como Fazer o Tereré neste artigo


Espalhe Para Seus Amigos
  • 2
    Shares